Zohar Diário # 3387 – Balak – Seus dois altares.

Daily Zohar 3387

Holy Zohar text. Daily Zohar -3387

Tradução para Hebraico:

220. אֲשֶׁר שָׁתָה אֶפְרֹחֶיהָ אֶת מִזְבְּחוֹתֶיךָ – אֵלּוּ אוֹתָם צַדִּיקִים שֶׁנִּתְקְנוּ בְּבָנִים קְדוֹשִׁים, שֶׁזָּכוּ לַתּוֹרָה שֶׁבִּכְתָב וְלַתּוֹרָה שֶׁבְּעַל פֶּה בָּעוֹלָם הַזֶּה. וְאֵלּוּ נִקְרָאִים שְׁנֵי מִזְבְּחוֹת. מִתְעַטְּרִים לִפְנֵי הַמֶּלֶךְ הַקָּדוֹשׁ, שֶׁהֲרֵי זְכוּת בְּנֵיהֶם בָּעוֹלָם הַזֶּה מְגִנָּה עֲלֵיהֶם, וּמְעַטְּרִים אוֹתָם שָׁם. מִי הָרוּחַ שֶׁזּוֹכָה לְכָל זֶה? זוֹ שֶׁשָּׁתָה אֶפְרֹחֶיהָ, לְלַמֵּד לְמִזְבְּחוֹתֶיךָ וְגוֹ’. מִכָּאן וָהָלְאָה אֱמֹר דְבָרְךָ, שֶׁהֲרֵי בְּלִי בוּשָׁה אֲנִי נִרְאֶה שָׁם.
221. פָּתַח כְּמִקֹּדֶם רַבִּי אֶלְעָזָר וְאָמַר, גַּם צִפּוֹר מָצְאָה בַיִת – זֶה יִתְרוֹ. וּדְרוֹר קֵן לָהּ – זֶה בָּנָיו שֶׁהָיוּ בְּלִשְׁכַּת הַגָּזִית מְלַמְּדִים תּוֹרָה וְחוֹתְכִים דִּבְרֵי תוֹרָה בְּפִיהֶם. מַה זֶּה מָצְאָה בַיִת? אֶלָּא בַּהַתְחָלָה לָקְחוּ וְחָנוּ בַמִּדְבָּר, לָקְחוּ מֵעֹנֶג מִדְיָן וּמֵהַמְּתִיקוּת שֶׁשָּׁם וְחָנוּ בַמִּדְבָּר. כֵּיוָן שֶׁרָאָה הַקָּדוֹשׁ בָּרוּךְ הוּא שֶׁכִּסּוּפָם הָיָה עַל הַתּוֹרָה, מָשַׁךְ אוֹתָם מִשָּׁם וְהִכְנִיסָם לְלִשְׁכַּת הַגָּזִית. וּדְרוֹר קֵן לָהּ – הַכֹּל אֶחָד. צִפּוֹר דְּרוֹר הַכֹּל הוּא אֶחָד. (שופטים ד) חֶבֶר הַקֵּינִי. (שמואל-א טו) וַיֹּאמֶר שָׁאוּל אֶל הַקֵּינִי וְגוֹ’.

Comentário de: Zion Nefesh:
Tradução Jorge RamosZohar Balak

# 220
Salmos 84: 4

“Até o pardal encontrou um lar, e a andorinha um ninho para si mesma, onde pode deitar seus filhotes – até os seus altares, YHVH dos exércitos, Rei meu e Deus meu.”

“Onde ela (o pássaro) pode deitar seus filhotes” é uma referência às pessoas justas que têm filhos com almas sagradas conectadas à Torá escrita e oral neste mundo. O estudo dos escritos e da Torá oral é considerado como “altares” para o Santo Rei.

Os méritos das crianças protegem e elevam os pais no Jardim do Éden.

# 221
O ‘pássaro’, ‘pardal’ e ‘andorinha’ são uma referência à mesma coisa, que são almas justas.
O Rabi Elazar acrescenta; “Até o pardal encontrou um lar” é um exemplo de Jetro. “Uma andorinha encontrou um ninho para si mesma” são os descendentes de Jethro que estudaram a Torá e o mérito de estar no Salão da “Pedra Rachada”, “לשכת הגזית” (pronuncia-se “Lishkat haGazit”).

Eles deixaram uma vida de prazeres em Midiã para ficarem com os Israelitas no deserto. Por causa de seu desejo pela Torá, o Santo Bendito seja Ele os trouxe ao Lishkat HaGazit.

Lição:
O Zohar Diário traz a Torá escrita citando os versos completos da Torá e da Bíblia. A Torá Oral é o estudo do Zohar e como o Zohar nos ensina, é como se nós servíssemos ao Rei Santo com dois altares.

Jetro e seu filho se converteram da adoração de ídolos para seguir a Torá e por isso, ganharam grande honra e serviram na corte do Templo Sagrado.
Muitos dos estudantes do Zohar Diário não nasceram em um lar Judeu, mas suas almas têm a centelha sagrada das almas dos Israelitas que os trouxeram de volta ao seu verdadeiro “ninho”. Eles têm o aspecto de “Até o pardal encontrou um lar”.

{||}

Nota do Tradutor:
O Salão da “Pedra Rachada” (hebraico: לשכת הגזית Lishkat haGazit) foi o ponto de encontro do Sinédrio durante o período do Segundo Templo (século VI aC – século I dC). O Talmud deduz que foi construído na parede norte do Templo em Jerusalém, metade dentro do santuário e metade fora, com portas que dão acesso ao templo e ao exterior. Presumivelmente, o nome surgiu para distingui-lo dos demais prédios do complexo do Templo que eram usados ​​para fins rituais, que precisavam ser construídos com pedras não caídas. (A Torá proíbe o uso de pedras talhadas ou tocadas com ferro no altar por Êx 20:22, Dt 27: 6. Várias razões foram dadas para a proibição, entre elas: o propósito do templo é a paz, enquanto o ferro instrumentos são usados ​​na guerra; o templo prolonga a vida humana enquanto o ferro a encurta; o corte de pedras é um convite para esculpir imagens nelas, violando a proibição da idolatria; e a espada faz referência ao poder terreno de Esaú, não ao poder espiritual de Jacó/Israel.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *