Zohar Diário # 2912 – Vayigash – Como beber da fonte da vida

Daily Zohar 2912

Holy Zohar text. Daily Zohar -2912

Tradução para Hebraico:

69. וְלֹא יָכֹל יוֹסֵף לְהִתְאַפֵּק. רַבִּי חִזְקִיָּה פָּתַח וְאָמַר, (תהלים קכג) שִׁיר הַמַּעֲלוֹת אֵלֶיךָ נָשָׂאתִי אֶת עֵינַי הַיֹּשְׁבִי בַּשָּׁמָיִם. הַפָּסוּק הַזֶּה בֵּאֲרוּהוּ וְנִתְבָּאֵר, אֲבָל בֹּא רְאֵה, אֵלֶיךָ נָשָׂאתִי אֶת עֵינַי, וְכָתוּב (תהלים קכא) אֶשָּׂא עֵינַי אֶל הֶהָרִים. אֶלָּא, זֶה לְמַעְלָה וְזֶה לְמַטָּה. אֶשָּׂא עֵינַי אֶל הֶהָרִים – זֶה לְמַעְלָה, כְּדֵי לְהַמְשִׁיךְ בְּרָכוֹת מִמַּעְלָה לְמַטָּה, מֵהֶהָרִים הַלָּלוּ הָעֶלְיוֹנִים לִמְשֹׁךְ מֵהֶם בְּרָכוֹת לִכְנֶסֶת יִשְׂרָאֵל שֶׁמִּתְבָּרֶכֶת מֵהֶם. אֵלֶיךָ נָשָׂאתִי אֶת עֵינַי, לְצַפּוֹת וּלְחַכּוֹת לְאוֹתָן בְּרָכוֹת שֶׁיּוֹרְדוֹת מִשָּׁם לְמַטָּה.
70. הַיֹּשְׁבִי בַּשָּׁמָיִם, שֶׁכָּל תָּקְפָּהּ וְקִיּוּמָהּ וְחֵילָהּ הוּא בַּשָּׁמַיִם. מִשּׁוּם שֶׁכַּאֲשֶׁר הַיּוֹבֵל פּוֹתֵחַ הַמַּעְיָנוֹת שֶׁל כָּל אוֹתָם הַשְּׁעָרִים, כֻּלָּם עוֹמְדִים בַּשָּׁמַיִם. וְכֵיוָן שֶׁשָּׁמַיִם נוֹטְלִים כָּל אוֹתָם אוֹרוֹת שֶׁיּוֹצְאִים מֵהַיּוֹבֵל, אָז הוּא זָן וּמַשְׁקֶה אֶת כְּנֶסֶת יִשְׂרָאֵל עַל יְדֵי צַדִּיק אֶחָד.

Comentário de: Zion Nefesh:
Tradução Jorge RamosZohar Vayigash

# 69
Salmos 123: 1

“A ti levanto os meus olhos, ó tu que habitas nos céus”.

Salmos 121: 1

“Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro”.

O rabino Chizkiah explica a diferença entre os dois versos. O primeiro “A ti, eu levanto meus olhos” é o aspecto de esperar e esperar que a luz desça até Malchut de Zeir Anpin. É mais como um aspecto “passivo”.

“Levantarei os meus olhos para os montes” é o aspecto de olhar para o Zeir Anpin para atrair bênçãos para a Shechiná que as espalha em Malchut.

As “montanhas” são o aspecto dos Patriarcas que abriram os canais de Chessed, Gevurah e Tiferet de Zeir Anpin para nós. Iniciamos uma conexão para ativar seus canais e baixar a luz para nosso sustento.

# 70
“Ó tu que habitas nos céus” neste verso é o aspecto da fêmea, Nukva. Geralmente “céus” é o aspecto de Zeir Anpin, mas uma vez que todas as forças que sustentam e mantêm a Nukva, Malchut, em existência, vêm de Zeir Anpin, ela é chamada aqui de “céus”. Quando Binah abre suas fontes de luz, são seus 50 portões de bênçãos. Eles enchem Zeir Anpin no céu e então ele nutre a Shechiná em Malchut usando o ‘Tzadik’ que é Yessod.

Lição:Lições
A Torá para nós é uma conexão com os céus, Zeir Anpin. Quando “levantamos os olhos para as montanhas”, fazemos uma conexão e recebemos as bênçãos que Zeir Anpin recebe de Binah.

Os versos da Torá para nós são “portões” de luz. Quando os estudamos mais profundamente, especialmente através do Zohar, nós liberamos um fluxo de bênçãos de Binah para nossas vidas.

Nosso estudo do Zohar segue o mesmo método do Zohar. O Zohar traz um verso referindo-se a ele em poucas palavras, então discute seus significados mais profundos. Nós trazemos todo o verso em hebraico e sua tradução. O verso hebraico é um aspecto de Zeir Anpin e o comentário é a revelação da luz, este versículo contém.

É importante ter o texto hebraico / aramaico diante de nossos olhos quando estudamos. É por isso que trazemos o texto do Zohar para que todos leiam ou escaneiem. Se um professor de Torá ou Zohar não cita textos de Torá e ou Zohar, seu ensinamento é apenas um pouco mais que “entretenimento”. Devemos nos conectar com a fonte (versos da Torá / luz de Zeir Anpin) para beber água viva (luz de Binah). O Salmo 121 que é mencionado acima é aquele que recitamos no final da oração Arvit após o Shabat. Nos conecta com Zeir Anpin, os seis dias da próxima semana e seis aspectos da proteção.

{||}

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *